Formalização Para Arquitetos

Como conseguir a formalização para arquitetos?

A formalização para arquitetos é um importante passo para qualquer profissional da área que queira começar sua carreira e ter o desejado sucesso nesse meio. Felizmente, para trabalhar na área em si no Brasil, não há muita burocracia, somente processos para garantir que você consiga lucrar e ter sucesso na área sem enfrentar muitos problemas.

Hoje, então, você aprenderá no que um arquiteto precisa ficar atento para ter sucesso garantido em sua área, sem se preocupar com possíveis crises ou falências, além das opções que um arquiteto possui para iniciar sua carreira e prosseguir conseguindo arrecadar fundos para melhorar seu alcance e seu trabalho.

A formalização para arquitetos

Formalmente falando, um arquiteto não precisa de nada para validar seu trabalho além de seu diploma. Justamente por isso, alguns arquitetos inicialmente trabalham como profissionais liberais, para não necessariamente se preocuparem com a formalização como pessoa jurídica. Um arquiteto iniciante tem algumas opções para começar seus serviços:

  • Prestador de serviços ocasionais;
  • Prestador de serviços autônomo;
  • Estagiário;
  • Sociedade com demais arquitetos iniciantes;
  • Funcionário para uma firma de arquitetos;
  • Prestador de serviços – profissional formalizado.

Não é incomum encontrar arquitetos que variam entre essas opções inicialmente, principalmente porque abrir o próprio escritório logo de começo pode ser caro, principalmente sozinho. Porém, posteriormente, abrir um escritório pode ser bem mais fácil, já que a formalização para arquitetos é a mesma que para uma empresa comum.

Tributação para arquitetos

O regime tributário é um assunto complicado para a maioria dos empreendimentos e, para a área de arquitetura, isso não é necessariamente diferente.

Para formalizar a tributação do seu escritório de arquitetura é recomendado que você entre em contato com uma assessoria contábil especializada na abertura de empresas e escritórios, principalmente na área de arquitetura, para garantir que a tributação terá uma boa vistoria e que você consiga o melhor regime tributário para o seu caso.

Um escritório de arquitetura terá ao todo, duas ou três opções de regime tributário para se formalizar. Temos o Lucro presumido, Simples nacional, e, em alguns estados, o Lucro presumido SUP (Sociedade Uni profissional), onde os sócios deverão exercer a mesma atividade profissional.

Cada uma dessas situações pode possuir benefícios ou impedimentos variados, dependendo de sua situação. O simples nacional, por exemplo, pode ser a melhor opção para você não pagar muitos impostos. Mas em certos casos, o Lucro presumido irá ser mais econômico que o Simples Nacional.

E é justamente aí que a assessoria contábil irá te auxiliar, calculando e estipulando qual o melhor regime tributário para se adotar. Com a assessoria, você terá como facilmente escolher qual o melhor regime tributário para você terminar sua formalização para arquitetos com o regime mais econômico para seu escritório.

Em caso de dúvidas, entre em contato com a Capital. Será um prazer te auxiliar no que diz respeito à sua formalização como arquiteto.

Sucesso e até breve.

Agora que você entende melhor sobre este assunto, entre em contato com um dos nossos especialistas!

Falar com um especialista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *