Abertura De Uma Clínica Médica

6 dicas para a Abertura de uma Clínica Médica

Para fazer a abertura de uma clínica médica é necessário categorizar o estabelecimento de acordo com a ANS – Agência Nacional de Saúde, que permite diversos tipos de formatos, com atendimento de mais de uma especialidade médica, com procedimentos ou não, classificando-a primeiro para definir sua forma de atuação no mercado.

Ao fazer a abertura de uma clínica médica que atende diversas especialidades, por exemplo, o médico empreendedor irá concorrer num mercado que possibilita maior número de atendimentos, outros meios de pagamento, além de apresentar um diferencial de oferecer atendimento médico de qualidade a custos mais acessíveis para a população, inclusive com convênios com empresas credenciadas de saúde.

Na abertura de uma clínica médica que possa operar com planos de saúde, o empresário médico possui a vantagem de conseguir maior número de clientes, sendo essa uma alternativa interessante, tornando a clínica mais popular, garantindo pagamentos mais pontuais e atendendo a maior número de pessoas.

Para vencer no mercado e oferecer serviços médicos de qualidade, a clínica médica deve apresentar um diferencial no atendimento, com boa divulgação, com planejamento estratégico e boa localização.

1 – Necessidades para abertura de uma clínica médica

A abertura de uma clínica médica apresenta algumas necessidades básicas, que exigem do profissional um planejamento criterioso, como, por exemplo:

  • Análise dos custos de implantação e de custos operacionais;
  • Infraestrutura necessária para a clínica médica;
  • Escolha de profissionais capacitados para o atendimento;
  • Levantamento da necessidade de investimentos globais.

Na abertura de uma clínica médica, o empresário, que é também o profissional de saúde, deve procurar forma de administração compatíveis com seu empreendimento, através da assessoria de profissionais que possuam o conhecimento necessário tanto para o planejamento estratégico quanto para o atendimento de questões legais burocráticas.

2 – Localização para a abertura de uma clínica médica

O profissional médico deve, antes da abertura de uma clínica médica, escolher a localização ideal para sua implantação, realizando uma pesquisa de mercado com o levantamento de todas as características do local, analisando a renda per capita, os hábitos de seus potenciais clientes, os principais cuidados médicos exigidos pela região, etc.

3 – Divulgação na abertura de uma clínica médica

Antes mesmo da abertura de uma clínica médica, é preciso saber como ela será divulgada, atendendo adequadamente as regras da ética médica e do Conselho Regional de Medicina – CRM, analisando o manual que estabelece os procedimentos éticos e aplicando suas determinações.

4 – Planejamento estratégico na abertura de uma clínica médica

O profissional médico precisa, além de tudo o que apresentamos, de um planejamento estratégico para a abertura de uma clínica médica, garantindo a estabilidade de seu empreendimento no mercado, visando a possibilidade de lucratividade necessária para a continuidade do negócio.

O planejamento estratégico apresenta-se como uma importante ferramenta de gestão e como recurso mercadológico. No planejamento estratégico é preciso considerar fatores como a localização, o ambiente externo e interno da clínica, a análise de forças, fraquezas, oportunidades e ameaças, além dos fatores relacionados à gestão interna, ao público-alvo, aos fornecedores e à concorrência.

Os processos burocráticos devem ser definidos para tornar o atendimento mais dinâmico. Um desses processos é a marcação de consulta, que deve ser feita de forma a deixar os pacientes esperando menos tempo, tanto para a consulta quanto para o tempo na sala de espera.

5 – Contratação de pessoal para a abertura de uma clínica médica

A contratação de pessoal para o atendimento na clínica médica é outra situação que merece atenção, havendo a necessidade de pessoal qualificado e treinado para oferecer o melhor atendimento, com bom acolhimento e com a devida atenção aos pacientes.

O pessoal de atendimento deve estar devidamente preparado para atender públicos diferenciados, como crianças, idosos e portadores de deficiência, havendo também a necessidade de um bom trabalho em equipe.

Além do pessoal de atendimento, a clínica médica deve pensar na contratação de pessoal para organização de materiais do consultório ou ainda para o auxílio em procedimentos médicos que a clínica possa oferecer.

6 – Gestão de custos na abertura de uma clínica médica

Desde a abertura de uma clínica médica até o seu completo funcionamento, existem custos, despesas e investimentos que são necessários. Assim, o empresário médico deve saber administrar seus custos de maneira eficiente e sustentável.

Um dos primeiros pontos a ser observado na abertura de uma clínica médica é a forma de custeio para o estabelecimento. Não havendo um sistema de custos que possa atender a todas as diferentes clínicas médicas, já que são organizadas em realidades diferentes, com clientes e comunidades específicas, a gestão de custos deve atender aos procedimentos de acordo com a especialidade médica oferecida.

De uma forma geral, os custos totais da clínica médica são divididos em custos diretos e indiretos e, para escolher o mesmo sistema de apuração de custos, o profissional deve contar com uma assessoria eficiente, que possa elaborar um método adequado para a clínica, com previsões de atendimento, de consumo e de resultados.

Um dos sistemas mais utilizados em clínicas médicas e empresas de serviços é o custeio por absorção. O sistema considera os custos indiretos e os rateios, num método que, infelizmente, apresenta a desvantagem de não considerar o total de desperdício, limitando o orçamento e o planejamento de ações estratégicas.

O custeio por absorção pode ser utilizado para fins de custos gerenciais, custos contábeis e apurações tributárias, mas deve ser aliado a um custeio geral, onde todos os fatores são importantes para a apuração dos resultados.

O sistema de gestão para a abertura de uma clínica médica deve conter a análise de custos de forma a obter o total controle sobre todos os desembolsos, as informações sobre despesas, a comparação entre custos e receitas, além de outras medidas.

Dentro dessa perspectiva, a abertura de uma clínica médica exige a mais correta avaliação de custos e orçamentos, implementando um planejamento estratégico que tenha objetivos de curto, médio e longo prazo, permitindo ao empresário tomar decisões acertadas com relação à sua empresa.

Assim, ao pensar na abertura de uma clínica médica, o médico empreendedor  deve buscar o apoio de uma empresa assessoria contábil especializada em contabilidade para clínicas médicas, pois estes profissionais são capacitados para lhe ajudar em todos os aspectos legais da abertura, sua implantação e fazer o acompanhamento após sua inauguração e durante o seu período de funcionamento. Contando com o apoio de uma empresa especializada, sua clínica, com certeza, será um grande sucesso!

Se precisar de apoio na abertura de sua clínica médica, na gestão contábil e financeira e demais aspectos legais, entre em contato conosco. Podemos lhe dar todo o apoio que você precisa!

Venha tomar um café conosco, estamos esperando por você!

Até breve!

Ainda possui alguma dúvida? Que tal entrar em contato com a Capital Contabilidade?

Somos uma Contabilidade em Brasilia, especialistas no seu negócio e poderemos ajudá-lo.

Será um prazer conversar!

Acesse nosso Facebook: @capitalcontabilidadedf

Sucesso e até logo.

Assine nossa newsletter

Receba dicas valiosas para o seu negócio semanalmente!

Agora que você entende melhor sobre este assunto, entre em contato com um dos nossos especialistas!

Falar com um especialista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *