Mão De Obra Na Construção Civil

Mão de Obra na Construção Civil e os seus desafios

A economia de um país dá seus primeiros sinais de recuperação e crescimento através do setor da construção civil. Em nosso país, antes de 2015, a estabilidade econômica trouxe um alto crescimento para o setor. No entanto, diante do recesso ocorrido nos últimos dois anos, o crescimento foi minado e, hoje, são maiores os desafios que a construção civil enfrenta.

O maior deles, possivelmente, seja a escassez de mão de obra qualificada. Esse se torna um dos principais problemas quando se pensa na retomada do crescimento econômico do segmento.

De acordo com um estudo promovido pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), pelo menos 74% das empresas de construção civil encontram dificuldades na seleção de trabalhadores com qualificações necessárias para o preenchimento de diversos cargos.

O segmento, que é o maior gerador de empregos no Brasil, precisa de capacitação e de acesso a cursos de qualificação para a grande massa de trabalhadores de que vai precisar quando a economia retomar o crescimento.

Falta de qualificação da mão de obra na construção civil

Atualmente o setor da construção civil, que foi construído de forma artesanal pelas mãos de operários em sua maioria analfabetos e sem qualificação técnica, está pagando o preço de décadas sem investimento em formação de pessoal qualificado.

No momento em que o setor retomar o ciclo de crescimento, depois da mais severa crise econômica, irão faltar trabalhadores habilitados, mesmo com um potencial de milhões de trabalhadores em busca de nova colocação.

Além da mão de obra sem qualificação, a construção civil está enfrentando um outro grande desafio, precisando inserir processos para elevar a produtividade no desenvolvimento dos projetos. O caminho, sabe-se, está no investimento em novas tecnologias, que façam com que cada tarefa seja mais rápida sem perder a qualidade.

Da mesma forma, com novos métodos e com equipamentos mais modernos utilizados em canteiros de obra, as empresas devem tomar providências com relação à segurança dos trabalhadores, reduzindo os impactos causados pelos trabalhos mais modernizados.

Qualificação: como melhorar

Existem profissionais da construção civil que vêm participando de cursos de capacitação, buscando melhorar a produtividade, utilizando recursos de forma inteligente e se preparando para a retomada do crescimento.

As empresas de construção civil devem fazer sua parte, gerando condições para que os trabalhadores possam ser melhor qualificados, e não apenas abrindo vagas para profissionais que tenham a mínima ou nenhuma experiência para gerar maior produtividade para seus projetos.

O problema não aparece apenas no canteiro de obras, com pessoal de menor qualificação, mas também nos gestores e engenheiros, pessoal com maior conhecimento técnico e capacidade de tomada de decisões. Para melhorar a qualificação de seu pessoal, a construção civil deve fazer parcerias, criar programas de trainee, contribuindo, dessa maneira, para a renovação de profissionais e trazendo novas oportunidades de preenchimento de vagas com mão de obra qualificada.

O trabalho na construção civil ainda continua associado à pouca necessidade de escolaridade, gerando o preconceito que não condiz com sua realidade. Empresas mais sérias no segmento vem buscando, cada vez mais, profissionais mais gabaritados.

Contudo, essa mão de obra ainda não existe e as vagas de emprego continuam sem preenchidas por profissionais de baixa escolaridade, muitos dos quais não tiveram acesso nem mesmo ao ensino básico.

Grandes construtoras procuram investir em cursos de alfabetização, em cursos técnicos e profissionalizantes, incentivando os funcionários a estudar e se qualificar no setor em que atuam. Existem mesmo aquelas que possuem suas próprias redes de ensino, criando a qualificação para aquilo que os projetos exigem.

A abordagem do problema deve ser feita de frente, enfrentando a situação e analisando a relação custo-benefício da preparação de mão de obra qualificada para atender melhores níveis de produtividade.

Melhorar o cenário de mão de obra na construção civil para o futuro

O Brasil, segundo estimativas dos Sindicatos ligados ao setor, possui mais de 170 mil empresas no ramo da construção civil. Entretanto, a maior parte dos profissionais atuantes ainda são homens. A inserção de mulheres no setor está sendo, aos poucos, transformada.

Segundo as informações do Ministério do Trabalho, o número de mulheres na construção civil, antes da crise, chegou a aumentar 65%. Mesmo assim, o aumento é considerado pequeno, já que o total da mão de obra feminina não chega a representar 10% do quadro de empregados.

A formação de profissionais na construção civil não pode depender apenas do gênero. É necessário elevar o nível dos trabalhadores e buscar novas estratégias para que o potencial seja multiplicado, garantindo mais conhecimento e especialização.

O tempo de crise que estamos passando deve servir de alerta para as empresas de construção civil, principalmente as de menor porte, para investimentos na qualificação profissional.

Deve-se entender que o trabalhador braçal está, gradativamente, perdendo espaço nos canteiros de obra. Diante da mudança gradual apresentada pela industrialização e maior automação, o profissional deve se tornar mais qualificado.

Utilizando equipamentos mais modernos, atualmente pode-se construir um mesmo empreendimento com pelo menos um terço da quantidade de operários que se precisava há dez anos.

Os processos produtivos estão mais facilitados, e o que se exige hoje dos operários, mais do que serviço braçal, é um controle mais rígido, com maior conhecimento dos funcionários, resolvendo problemas de tolerância, de organização, de utilização de ferramentas mais sofisticadas, ou seja, de soluções mais assertivas diante dos problemas.

A introdução de inovações na construção civil criou um novo paradigma, rompendo com o método artesanal do passado e inaugurando uma nova forma de trabalho, mais racionalizada e industrializada.

Essa nova condição exige pessoal mais qualificado. Se você tem uma empresa de construção civil e está tendo problemas com qualificação de mão de obra, procure pessoal capacitado para orientar nos processos de recursos humanos. Oriente-se pelo novo e irredutível processo evolutivo da construção civil.

Até a próxima!

Ainda possui alguma dúvida? Que tal entrar em contato com a Capital Contabilidade?

Somos uma Contabilidade em Brasilia, especialistas no seu negócio e poderemos ajudá-lo.

Será um prazer conversar!

Acesse nosso Facebook: @capitalcontabilidadedf

Sucesso e até logo.

Assine nossa newsletter

Receba dicas valiosas para o seu negócio semanalmente!

Agora que você entende melhor sobre este assunto, entre em contato com um dos nossos especialistas!

Falar com um especialista

This Post Has One Comment

  1. Ricardo

    Esclarecedor o texto. E, para mim, de grande valia, pois o usarei para desenvolver meu TCC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *